• Início
  • Blog
  • Biodiesel: saiba quais são as vantagens e desvantagens desse biocombustível

Biodiesel: saiba quais são as vantagens e desvantagens desse biocombustível

O biodiesel é um dos tipos de biocombustíveis, ou seja, é obtido a partir da biomassa, especificamente de óleos vegetais, óleos reutilizados e gordura animal.

Apesar de a sua produção e aplicação na matriz energética nacional ser relativamente nova, possui características com potencial para torná-lo o combustível do futuro, por ser um produto renovável, limpo e sustentável.

Trata-se da alternativa ecológica para a cadeia produtiva brasileira, que atualmente é dependente dos combustíveis fósseis, não renováveis, e derivados de frações do petróleo, como o diesel tradicional e a gasolina.

Partindo dessa premissa, criou-se no Brasil, no ano de 2004, o Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), que determinou a obrigatoriedade da adição do produto ao óleo diesel convencional.

A composição do biodiesel na mistura vem crescendo gradativamente: era de 2% em 2004 e passou para 12% em 2021. Estima-se que será de 15% em 2023.

Por outro lado, apesar do ganho no quesito sustentabilidade, esse biocombustível também apresenta algumas desvantagens que devem ser consideradas.

Para esclarecer o assunto, apontaremos a seguir as vantagens e desvantagens do biodiesel.

Boa leitura!

Vantagens do biodiesel

Como dito anteriormente, a vantagem mais conhecida e destacada dos biocombustíveis vem da perspectiva da preservação ambiental.

No entanto, há ainda outros impactos positivos causados pela produção do biodiesel, conforme citaremos a seguir:

• Baixos índices de poluição; • Produto orgânico, limpo, biodegradável e obtido de fonte renovável; • O cultivo de grãos oleaginosos para obtenção do biodiesel gera empregos nas lavouras e gera alternativa ao êxodo rural; • A produção de biodiesel a partir de óleos reutilizados (como óleos de fritura) permite o aproveitamento de um resíduo com grande potencial de contaminação; • As novas tecnologias, aliadas à produção em larga escala, pode tornar a produção mais barata que a os derivados do petróleo, bem como aumentar a eficiência energética; • Não contribui para a desregulação do ciclo do carbono (efeito estufa); nem para a ocorrência de chuvas ácidas, pela ausência de compostos sulfurados; • Substitui combustíveis poluentes e de origem não renovável.

Desvantagens do biodiesel

Apesar dos diversos aspectos positivos, o biodiesel também apresenta algumas características que o deixam em desvantagem em relação a outros combustíveis, em grande parte porque a tecnologia ainda precisa ser aprimorada.

Confira quais são os pontos contrários do produto em relação ao diesel que deriva do petróleo:

• Menor eficiência; • Maior custo de produção; • Necessita de grandes áreas disponível para o cultivo dos grãos oleaginosos, que gera preocupação em relação ao aumento do desmatamento e diminuição das reservas florestais; • Pode provocar o aumento dos grãos que servem como matéria-prima; • A produção do biodiesel ainda gera uma enorme quantidade de resíduos.

Estes são os principais aspectos que precisam ser considerados quando se analisa o biodiesel sob a ótica da realidade brasileira.

É possível estimar que, com a crescente aplicação e importância na cadeia produtiva, a produção do combustível orgânico se torne mais moderna e eficiente.

Atualmente, o Brasil é o segundo maior produtor mundial do produto. A tendência, portanto, é que surjam novas tecnologias capazes de aumentar a produtividade e fazer crescer a eficiência energética, ao mesmo tempo em que reduz os custos de produção.

Caso isso ocorra, não há dúvidas de que em um futuro próximo o biodiesel deixe de ser um coadjuvante e se torne o protagonista da matriz energética nacional.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de compartilhar o artigo em suas redes sociais!

Ver Comentários

Conteúdos Relacionados

PREENCHA OS DADOS ABAIXO
PARA SOLICITAR SEU ORÇAMENTO